terça-feira, 16 de outubro de 2018

BENDITAS SEJAM TODAS AS CRIANÇAS 🌹



O coração das crianças é puro
O seu sorriso é inocente 🌹
Ele é capaz de curar os males da alma
Bem-aventurados sejam na sua simplicidade
E que Deus nos dê um mundo melhor
De paz, de amor cheio de esperança






O coração das crianças é puro
O seu sorriso é inocente 🌹
Ele é capaz de curar os males da alma
Bem-aventurados sejam na sua simplicidade
E que Deus nos dê um mundo melhor
De paz, de amor cheio de esperança





Benditas sejam todas as crianças
Neste mundo cada vez mais cruel
Sem respeito pela vida humana
Culpa de todos nós🌹







🌹

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

terça-feira, 2 de outubro de 2018

🌹 VIAJE EM PENSAMENTO 🌹




Apesar do seu coração 🌹
Estar cheio de cicatrizes
Espalhe amor da sua alma






Viajar é sair
À procura 🌹
De novas paisagens




Não humilhe
Os outros 🌹
Olhe que não se vai
Sentir melhor.




🌹 Isabel Morais Ribeiro Fonseca

domingo, 30 de setembro de 2018

GOSTO 💖💖


Gosto da tua barba a picar-me
Na minha branca rosada pele
Gosto tanto amar-te, desejar- te
De fazer amor contigo

💖💖




Gosto do teu corpo
No contacto com o meu
Gosto do arrepio da tua língua
Gosto que me digas quero mais
 Gosto das palavras obscenas
Que dizemos juntos

💖💖


Gosto do teu sorriso malandreco
Daquele que me faz derreter
 Gosto desejar-te loucamente
Nem que seja por beijo

💖💖


GOSTO

Gosto do teu corpo
No contacto com o meu
Gosto do arrepio da tua língua
Gosto que me digas quero mais
 Gosto das palavras obscenas
Que dizemos juntos
Gosto dos pelos da tuas pernas
Já para não falar do teu peito
Gosto de te ouvi gemer
Gritando de prazer
Gosto da tua boca
Na minha branca pele
Gosto do teu perfume
Do cheiro do teu corpo
Gosto de acariciar o teu pescoço
Mesmo quando tens cócegas
Gosto deste amor no sangue
Que corre quente a cem à hora
Gosto do teu sorriso malandreco
Daquele que me faz derreter
 Gosto desejar-te loucamente
Nem que seja por beijo
Gosto da tua barba a picar-me
Na minha branca rosada pele
Gosto tanto amar-te, desejar- te
De fazer amor contigo

Isabel Morais Ribeiro Fonseca



terça-feira, 25 de setembro de 2018

🌹 PENSAMENTOS - FRASES 🌹



PONTOS, VÍRGULAS


A dor do meu peito
mastiga todos os livros de poesia

O amor que sentia
lambia as palavras entre os pontos

A saudade lembra-me
as vírgulas escondidas das letras

A dor do meu peito
já comeu todos os livros de amor. 🦋

Isabel Morais Ribeiro Fonseca


Escrever para mim
É sentir a essência
Da minha alma 🦋

Isabel Morais Ribeiro Fonseca





Parto com as palavras 🌹
Cortadas sem vida ou sonho

Isabel Morais Ribeiro Fonseca



Parto com a saudade
Dos ventos 🌹
Nas palavras roucas
Que ficaram em ti

Isabel Morais Ribeiro Fonseca






Parto com as palavras 🌹
Cortadas sem vida ou sonho

Isabel Morais Ribeiro Fonseca




sábado, 8 de setembro de 2018

SOU 🦋 MULHER 🦋



SOU 🦋

Sou um ser
Sou um raio de luz
Sou mãe, sou flor
Sou bruxa, sou poderosa
Sou loba, sou amante
Sou choro, dor, amor
Sou vida, paixão
Sou inicio e fim
Sou linda, sou feia
Sou gorda, sou magra
Sou sol, lua, estrela
Sou fogo, chuva, vento
Sou amada, esquecida
Hoje sou apenas mulher

🦋




🦋

“Sou um ser
Sou um raio de luz
Sou mãe
Sou bruxa
Sou poderosa
Sou loba
Sou amante
Sou choro
Sou dor
Sou amor
Sou vida
Sou inicio e fim”

🦋



Isabel Morais Ribeiro Fonseca



segunda-feira, 13 de agosto de 2018

"AMOR MEU MEU" 🌸 💕



"AMOR MEU MEU" 🌸 💕

Meu amor
Porquê que choras
Perguntas tu
Beijas a minha face
Enxugas as minhas lágrimas
Abraças-me e eu
Aconchego-me no teu calor
Quero proteger-te, amar-te
Dar-te segurança. tranquilidade
Fazer-te feliz
Não chores mais
Deixa-me cuidar de ti
Eu estou aqui
Deixa-me secar as tuas lágrimas
Com os meus lábios
Meu amor
Não chores mais dizes tu.
🌸

🌷💕❤
Isabel Morais Ribeiro Fonseca




segunda-feira, 30 de julho de 2018

AMO AS PALAVRAS ❤


Amo as palavras ❤
Das tuas mãos em silêncio
Quando seguras as minhas



Amo as palavras ❤
Das tuas mãos em silêncio
Quando seguras as minhas







Amo as palavras ❤
Das tuas mãos em silêncio
Quando seguras as minhas




Amo as palavras ❤
Das tuas mãos em silêncio
Quando seguras as minhas

Isabel Morais Ribeiro Fonseca